Foto: Reprodução/Twitter

Kei Nishikori, número 27 do mundo, está na semifinal do Challenger de Dallas. Cabeça de chave 1 do torneio, ele superou o alemão Dominik Koepfer (295º), na noite desta quinta-feira, garantindo lugar entre os quatro melhores. As parciais foram 7/6(3) e 6/3, em 1 hora e 36 minutos.

Voltando em eventos de nível mais baixo, após mais de quatro meses parado por lesão no pulso, o japonês vai se mostrando cada vez melhor. Na última semana, em Newport Beach, ele havia caído na estreia. Agora, já conseguiu três triunfos seguidos.

Veja também:
Sorgi ganha disputa com Wild e abre confronto contra República Dominicana
Bellucci recebe o segundo convite para a chave principal do Rio Open

No primeiro set, o duelo foi mais parelho. O alemão, que surpreendeu ao atingir as quartas após entrar como lucky loser, conseguiu levar o ex-top 5 ao tiebreak. No desempate, porém, pesou a maior qualidade de Nishikori, que fez 7/3 e abriu vantagem.

A segunda parcial foi atípica, com cinco quebras em nove games. Kei começou dando a impressão de que poderia aplicar um pneu, ao fazer 4/0 rapidamente. Porém, Koepfer devolveu ambas as perdas de serviço, chegando a 3/4. Mas o favorito tomou a frente novamente e fechou em 6/3.

Lutando por vaga na decisão, o japonês enfrenta, nesta sexta-feira, o taiwanês Jason Jung (234º), que bateu o jovem sérvio Miomir Kecmanovic (204º), de 18 anos, com facilidade, por duplo 6/1. Na outra semi, os anfitriões Mackenzie McDonald  (158º) e Denis Kudla (167º) definem o segundo finalista.