O espanhol Rafael Nadal protagonizou uma vitória gigante nesta sexta-feira, venceu o embalado Grigor Dimitrov e garantiu uma vaga na decisão do Australian Open pela quarta vez na carreira. O cabeça de chave 9 derrotou o búlgaro pelo placar de 3 sets a 2, parciais 6/3, 5/7, 7/6, 6/7 e 6/4 após longas 4h56 de disputa.

A partida

Nadal saiu na frente no placar, mas viu que sua missão não seria nada fácil diante de um valente Dimitrov. O guerreiro de 25 anos de idade reagiu e empatou o jogo após quebrar o saque do seu rival em três oportunidades.

O terceiro e o quarto set foram muito equilibrados. Com apenas uma quebra para cada lado, as duas parciais foram decididas no tie-break. Rafa venceu o terceiro set e não conseguiu fechar o jogo. Grigor ganhou a quarta parcial com um tênis agressivo e disparou vários mísseis precisos com o forehand.

No set decisivo, os dois tenistas “não largaram o osso” e lutaram demais até o final. Entretanto, o experiente Nadal converteu um break point fundamental no nono game e abriu 5/4. O ex-número 1 do mundo sacou para o jogo e após muita luta saiu vencedor de uma verdadeira batalha de gigantes!

Números de destaque:

  • Nadal confirmou 73% dos pontos disputados com o primeiro 1º serviço
  • Dimitrov disparou incríveis 20 aces
  • Rafa errou menos com 43 erros não forçados contra 69 do seu adversário
  • Grigor foi mais agressivo e fez 79 winners contra 45 do finalista

Confira no vídeo abaixo um dos pontos mais incríveis do jogo:

A final mais esperada

Neste domingo (29), a partir de 6h30 (horário de Brasília), acontecerá um dos jogos mais esperados dos últimos anos. Rafael Nadal vai enfrentar Roger Federer pelo título do Australian Open no famoso “FEDAL”.

Dois dos maiores nomes da história do tênis mundial vão lutar pelo título do primeiro Grand Slam da temporada. De um lado, o guerreiro Nadal vai em busca do 15º título de Major e vai precisar se recuperar após a longa batalha da semifinal.

Do outro lado, o veterano Federer está de olho no 18º título de Slam, sendo o 5º do Australian Open, mas vai precisar jogar muito para superar o retrospecto negativo contra um de seus maiores rivais. Roger joga sua quinta final e saiu com o vice-campeonato de Melbourne somente em 2009, quando foi derrotado por Nadal na decisão.

O confronto direto entre os dois finalistas aponta 23 vitórias para o canhoto de Mallorca contra 11 triunfos do suíço. O último duelo entre eles foi justamente na final do ATP 500 da Basileia em 2015. Jogando em casa, Federer venceu por 2 sets a 1 e faturou o título.

Quem vai erguer o troféu de campeão no domingo? Façam suas apostas!

Compartilhar
Vinicius Araujo
Fundador e editor do TENNIS INFO desde 2015. Credenciou o site e fez a cobertura in loco de grandes torneios como Roland Garros, Miami Open, Rio Open e Brasil Open. Apresenta o Podcast Backhand Na Paralela.