Reprodução Twitter Wimbledon

O britânico Andy Murray confirmou o favoritismo nesta quarta-feira, derrotou o francês Jo-Wilfried Tsonga e avançou à semifinal de Wimbledon. Jogando em casa e com forte apoio da torcida local, Murray precisou de 5 sets para seguir firme rumo ao bicampeonato na grama sagrada do All England Club. As parciais foram 7/6, 6/1, 3/6, 4/6 e 6/1 após longas 3h53 de partida.

O cabeça de chave 2 começou muito firme no duelo contra Tsonga e fechou a primeira parcial após um duro tie-break (12-10). Na sequência, o jogador da casa soube aproveitar as melhores chances, não correu riscos em seu serviço e quebrou o saque do rival em duas oportunidades. Por outro lado, o número #12 do mundo reagiu nos dois sets seguintes, com Murray fazendo erros bobos e a decisão foi para o quinto set.

O físico e a energia do campeão de 2013 estavam impecáveis. No último set, Murray teve um excelente aproveitamento de pontos ganhos com o segundo serviço. Foram 78% contra apenas 29% do seu adversário. Não deu outra. Andy foi mais agressivo, quebrou o saque de Tsonga mais duas vezes e selou a importante vitória para alegria de sua torcida.

Na semifinal, o adversário do número #2 do mundo será o tcheco Tomas Berdych, que não tomou conhecimento do jovem francês Lucas Pouille e venceu em sets diretos, parciais de 7/6, 6/3 e 6/2. O confronto direto entre os semifinalistas aponta oito vitórias para Murray contra seis triunfos para Berdych. Este será o primeiro duelo disputado em uma quadra de grama.

Compartilhar
Vinicius Araujo
Fundador e editor do Tennis Info desde 2015. Apresentador do podcast Backhand na Paralela. Atuou na cobertura de grandes torneios como Roland Garros, Miami Open, Rio Open e Brasil Open