Divulgação: TataOpen

O Brasil não tem mais jogadores na disputa pela classificação para a chave principal do Australian Open. Principais esperanças, Thiago Monteiro e João Souza, o Feijão, foram eliminados nas partidas disputadas entre a madrugada e a manhã desta quarta-feira.

Leia mais:

Número #3 do Brasil, Monteiro fez uma partida marcada pelo alto número de erros não forçados (25 contra 17 de seu adversário) e grande queda de intensidade por parte do entre os sets.

Após um início equilibrado, onde ambos os tenistas conseguiram confirmar seus serviços, Lorenzo Sonego conseguiu sair na frente após a décima igualdade em 40 a 40 – com o brasileiro desperdiçando cinco game points no período. No retorno à quadra, o italiano teve maior controle do duelo e fechou o placar com parciais de 7/5 e 6/3 após 1h36.

Feijão, por sua vez, confrontou o argentino Andrea Collarini e até saiu na frente no placar, mas levou a virada com parciais de 6/7, 6/2 e 6/4 em 2h21 e deu adeus a competição, perdendo a chance de disputar a chave principal pela terceira vez na carreira.

Com os resultados, o país terá o paulista Rogério Dutra Silva como único representante na chave de simples masculina do Grand Slam australiano. O número menor do que o da última edição, quando três tenistas nacionais estavam na disputa. Na ocasião, além de Monteiro, Rogerinho o paulista Thomaz também estava na disputa.