Crédito: Marcelo Pereira

Após finalizar a melhor temporada de sua carreira, o brasileiro Marcelo Melo recebeu a imprensa nesta quarta-feira (6), na loja Centauro – sua patrocinadora – em São Paulo, para fazer um balanço dos resultados e comentar sobre as expectativas para 2018.

Na temporada 2017, o mineiro conquistou seis títulos, 10 finais e o número 1 do mundo em dois rankings – no individual de duplas e, ao lado do polonês Lukasz Kubot, como melhor parceria do ano. O primeiro torneio da melhor dupla do mundo será a partir de 8 de janeiro de 2018, em Sidney, Austrália.

“Uma temporada extremamente positiva, com a conquista de Wimbledon, um torneio tão especial, tão tradicional, que sempre quis vencer, de três Masters 1000, o posto de número 1 do mundo novamente, tanto no individual, quanto ao lado de Kubot. Temos muito a comemorar”, afirma Marcelo.

Crédito: Marcelo Pereira

“Viajo dia 3 de janeiro para a Austrália para começar mais uma temporada. Nosso objetivo é continuar mantendo um alto nível da dupla, evoluindo sempre. E ir em busca de alguns títulos inéditos, quem sabe com a conquista de mais um Grand Slam, como o Australia Open, torneio que gosto muito de jogar, e do ATP Finals, que neste ano ficamos com o vice”, completa o número 1 do mundo de duplas.

O tenista de 34 anos de idade também confirmou que vai jogar o ATP 500 de Roterdã, na Holanda, e duas semanas depois, o ATP 500 de Acapulco, ambos no piso rápido. Melo disse que gostaria de jogar o ATP 500 do Rio de Janeiro, que acontece justamente no meio destes dois torneios e ainda com piso de saibro, mas acha difícil participar do maior torneio da América do Sul.

Crédito: Marcelo Pereira

Principais resultados em 2017
(24 torneios)

6 títulos:
Grand Slam – Wimbledon, Londres (Inglaterra), grama
Masters 1000 – Paris (França), rápida; Madri (Espanha), saibro; e Miami (EUA), rápida
ATP 500 – Halle (Alemanha), grama
ATP 250 – ‘s’Hertogenbosch (Holanda), grama

4 vice-campeonatos:
ATP Finals – Londres (Inglaterra)
Masters 1000 –
 Shanghai (China), Indian Wells (EUA)
ATP 500 – Washington (EUA)

1 semifinal:
Masters 1000 – Cincinatti (EUA)

6 quartas de final:
ATP 1000 – Monte Carlo (Monaco), Roma (Itália)
ATP 500 – Roterdã (Holanda), Rio (Brasil), Viena (Áustria)
ATP 250 – Shenzhen (China) – disputado com o alemão Alexander Zverev

Crédito: Marcelo Pereira