Divulgação

O sueco Magnus Norman anunciou nesta quarta-feira que encerrou a parceria como técnico de Stan Wawrinka por motivos pessoais. Vale lembrar que o suíço abandonou a temporada por conta de uma cirurgia no joelho e só volta em 2018.

A parceria entre Norman e Wawrinka rendeu ótimos resultados ao tenista da Suíça, que quando contratou o treinador era apenas #17 do mundo. Os destaques do trabalho foram os títulos do Australian Open 2014 (derrotou Nadal na final), Roland Garros 2015 (Djokovic), US Open 2016 (Djokovic) e ATP Masters 1000 de Monte Carlo (Federer).

“Eu decidi que tenho que dedicar meu futuro à minha família. Tenho dois filhos pequenos em casa, agora é o momento certo de estar com eles. Eu não poderia ter um jogador melhor para trabalhar nos últimos anos e essa foi uma das decisões mais difíceis que tive que tomar. Eu tenho muito orgulho de ter trabalhado com Stan, que é um ótimo jogador e uma pessoa fantástica”, comentou Norman.

“Eu gostaria de agradecer Norman pelos maravilhosos quatro anos trabalhando juntos. Eu sempre vou ser grato pelo trabalho e pelo tempo que passamos juntos para melhorar meu jogo e me ajudar a conquistar três títulos de Grand Slam. Ele não foi somente um membro do meu time, foi também um membro da minha família”, comentou Wawrinka.

Veja a nota oficial de Norman: