Foto: Reprodução Twitter

Alcançar o lugar mais desejado do mundo do tênis não é algo fácil. Para Simona Halep, porém, a trajetória foi ainda mais complicada.

Número #4 do mundo no início do ano, ela conquistou o título no WTA Premier de Madri e avançou para as fases finais de outros quatro torneios. Nos momentos estratégicos, entretanto, ela falhou e viu o sonho de assumir a liderança se distanciar.

O que parecia cada vez mais improvável, porém, virou realidade. Depois de desperdiçar três ocasiões em que precisava de apenas uma vitória simples para atingir seu objetivo, a jogadora de 26 anos enfim concretizou seu sonho.

No último sábado (7), Halep superou Jelena Ostapenko na semifinal do WTA Premier de Pequim e pode comemorar o tão sonhado feito. No entanto, a francesa Caroline Garcia ‘estragou a festa’ de Halep – que ficou com o vice-campeonato.

Celebrando a suada conquista de Simona, relembre as três vezes em que a tenista da Romênia bateu na trave:

Roland Garros

Talvez a derrota mais dolorida tenha sido para Ostapenko. Isso porque além do número #1 estava em jogo também a possibilidade da tenista conquistar seu primeiro Grand Slam.

Apesar de sair na frente e contar com o apoio dos fãs que entoavam gritos de SI-MO-NA na Philippe-Chatrier, Halep viu a jovem letã fazer história e conquistar o título. Relembre:

Jelena Ostapenko, a surpresa letã, conquista o título de Roland Garros 2017

Wimbledon

A segunda chance de Simona veio em Wimbledon. Desta vez, ela contava com a queda recente da atual líder Angelique Kerber e precisava somente vencer seu duelo contra a britânica Johanna Konta para assumir a ponta.

O problema, porém, foi a grande partida feita pela adversária. Contando com o apoio da torcida, ela lutou por 2h38 e anotou parciais de 6/7, 7/6 e 6/4 para acabar com as chances da adversária. Assim, a já eliminada Karolina Pliskova viu a liderança cair em seu colo.

Konta faz história, supera Halep de virada e chega à semifinal em Wimbledon

Cincinnati

Halep também esteve a uma vitória do número no WTA Premier de Cincinnati. Enfrentando a espanhola Garbine Muguruza na decisão do torneio, ela precisava de uma vitória simples para assumir o posto, mas foi derrotada de forma categórica, levando 6/1 e 6/0 em apenas 56 minutos e perdendo sua terceira grande chance. Relembre:

Muguruza atropela Halep e conquista o WTA Premier de Cincinnati

US Open

Apesar de em nenhum momento ter ficado a uma vitória do topo da lista, a eliminação precoce no US Open foi dolorida para a romena. Isso porque ela era a grande favorita a ultrapassar a tcheca Karolina Pliskova, que precisava chegar à final para se manter na liderança.

Com esse cenário, Simona deveria ter uma boa campanha no Grand Slam norte-americano. Para isso, porém, ela precisava superar na estreia a russa Maria Sharapova, contra quem nunca havia vencido. Apesar dos esforços da romena, resultado foi igual ao dos cinco confrontos anteriores e Sharapova eliminou a adversária.

Na época, ela chegou a comentar o momento que viva em sua conta no Instagram. Nele, agradeceu a sua família e equipe e se disse sortuda apesar de ter desperdiçado mais uma chance. “Sim, com certeza, não é o resultado que eu queria, mas a vida sabe o que está fazendo comigo, sempre. Depois de ontem, eu sei que tenho que continuar trabalhando duro para melhorar”, comentou a romena.

Sharapova vence batalha contra Halep e avança no US Open