Divulgação Site Lais Yuri

Imaginem a seguinte situação: match point, você sacando para fechar o jogo, 40×30. Depois de horas de jogo, seu corpo e mental estão exaustos e agora? Qual saque utilizar? Como vou sacar? Saco e voleio? Você está com uma pressão enorme para fechar o jogo, devo estar concentrado, autoconfiante e focado para acertar um bom saque, facilitando assim o ponto decisivo. Parece fácil, mas não é.

Esse cenário já deve ter acontecido com você em alguma partida de tênis, seja ela casual, torneio, ranking ou duplas. Todo esse contexto está inserido no jogo todo, eu peguei apenas um pedaço de um jogo inteiro. Imagina como é para um tenista conviver com tantas tomadas de decisões e situações como a que descrevi. Como o jogador deve lidar com tudo isso? Ter um excelente aspecto psicológico, que será o tema dessa matéria. E para isso, entrevistamos a psicóloga e coach esportiva Lais Yuri.

Importância do aspecto psicológico no tênis

Jimmy Connors, tenista norte americano e dono de 109 titulos pela ATP afirmou: “Tênis é 90% mental”. Percebe-se a importância do lado mental neste esporte: é individual, exaustivo – não tem hora para acabar, de quem erra menos e, principalmente, é um esporte onde 70% do tempo total do jogo não é jogado: estando entre pontos,entre sets, sentado na cadeira, esperando o oponente sacar, etc. “Assim, nesse 70% de tempo “não jogado”, nosso cérebro pode trabalhar a favor e também trabalhar contra nosso emocional e atrapalhar nossa performance. Então, todo tenista deve focar nesses 70% de tempo “ocioso” para fazer a diferença positiva em seu emocional. Seja através de pensamentos positivos e de instrução, seja através de bons rituais que o levarão a uma maior concentração no que deve ser feito”, afirma Lais.

Habilidades necessárias para um tenista e como treiná-las e melhorá-las

O tenista, assim como outro esportista ou qualquer pessoa deve ter habilidades psicológicas para alcançar o sucesso. Algumas competências necessárias que a psicologia do esporte busca desenvolver nos tenistas são: resiliência, foco, concentração, autocontrole emocional, autoconfiança, competitividade, comprometimento.

Como é possível treinar e melhorar essas habilidades? Elas não são desenvolvidas do dia para a noite. Alguns atletas tem facilidade em adquirir determinada habilidade e outras não. Isso ocorre por diversos fatores, como por exemplo, história de vida e perfil de personalidade. As competências são treinadas a médio e longo prazo para se obter um resultado. O ideal é que o atleta comece a treiná-las quando juvenil, pois terá habilidades mais fortalecidas e enfrentará as dificuldades com mais facilidade quando adulto.

As habilidades psicológicas podem ser melhoradas utilizando técnicas da psicologia, como por exemplo, atividades de atenção plena e controle da respiração. “Além disso, a psicologia juntamente com outras áreas do tênis deve promover um treinamento que ajude o atleta a treinar suas habilidades, seja no treino físico ou na quadra, seja no jogo treino ou em um torneio”, completa Lais.

Ela descreveu um pouco como é sua metodologia de trabalho para treinar e melhorar as habilidades psicológicas. “No meu trabalho, busco promover um sistema onde o trabalho da psicologia é feito de forma sistemática – atendimentos semanais coletivos e individuais – e neles busco além de colocar em pratica as técnicas que falei acima, como trazer reflexões, análises, exercícios e exemplos que possam auxiliar no desenvolvimento das habilidades.”

Influência dos sentimentos

As influências dos sentimentos e emoções que vivenciamos no dia a dia são causadas no decorrer do jogo por um julgamento, por um pensamento, por um juízo de valor que damos as situações que nos ocorre ou que estão a nossa volta. “Ou seja, as emoções ocorrem o tempo todo, não tem como impedi-las, o que podemos fazer é olhar de uma forma diferente as diversas situações e problemas que acontece no jogo por exemplo, para com isso desenvolver emoções mais adequadas a boa performance”, complementa a psicóloga.

Quais são os benefícios do atleta estar bem preparado psicologicamente?

Um atleta bem preparado emocionalmente é um fator decisivo no mundo esportivo. Alguns benefícios para os tenistas são: maior nível de enfrentamento de obstáculos – foco na solução e não no problema, preparado para lidar com diversas situações; maior nível inteligência emocional – controle emocional, empatia, gestão de estresse; maior nível de comprometimento, dedicação, disciplina, foco.

Fatores extra quadra influênciam?

O tenista deve estar bem preparado para esses fatores não influenciarem negativamente no decorrer de um jogo. Na partida ou no treino é importante ter em mente sempre um objetivo, seja ele de longo prazo (o que eu quero ser), como os de curto prazo (o que eu vou querer melhorar com aquele treino), isso aumenta motivação e concentração no que está sendo feito. E ela complementa “Sempre pergunto para os meus atletas: o que você pode fazer ali dentro da quadra pra resolver o seu problema?” – a resposta é sempre “Nada”. A única coisa que pode ser feita na quadra é dar o seu melhor. Resolver os problemas você faz quando está fora da quadra”.

Por que os atletas têm certas manias?

As manias que observamos em alguns tenistas, o maior exemplo é o Rafa Nada, são rituais pensados e estabelecidos pelos atletas para aumentar o nível de concentração e aumento de desempenho. São hábitos que preparam o corpo para uma ação especifica.

Essa matéria foi feita com o intuito de mostrar a importância do aspecto psicológico no tênis. Um esporte que exige muito da parte mental e é necessário o(a) tenista estar bem preparado para enfrentar as dificuldades de uma partida.

Quem é Lais Yuri?