Reprodução / Twitter

Mais um caso envolvendo manipulação de resultado no tênis. Isso porque neste último domingo, Thiago Monteiro venceu o confronto contra o ucraniano Alexandr Dolgopolov na estreia da chave principal do ATP 250 de Winston-Salem, nos Estados Unidos. Segundo o tablóide britânico The Times, a partida virou motivo de investigação e será analisado pela Unidade de Integridade do Tênis, após apostas suspeitas.

Leia mais:
Ranking ATP: Nadal volta à liderança e Dimitrov ao top 10
Backhand Na Paralela #12: Balanço do Western & Southern Open Cincinnati
Ranking WTA: Oito tenistas na briga pelo número #1; Bia Haddad bate melhor marca

Ex-top 15, Dolgopolov (63º) era favorito a vencer a partida contra Monteiro (114º). Porém, apostas “estranhas” feitas horas antes do embate chamou a atenção das autoridades. Algumas casas de apostas inclusive tiraram a possibilidade de apostar na partida e comunicaram as autoridades legais.

Segundo a publicação do tablóide britânico, Dolgopolov tinha 73,5% de chances de vencer o confronto – de acordo com especialistas em apostas. Apesar do favoritismo, o ucraniano perdeu facilmente para Monteiro por duplo 6/3, sem conseguir um break point na partida e em apenas 55 minutos. Foi a primeira vitória do brasileiro em piso duro na temporada.

Todos esses motivos fizeram com que as autoridades investigassem Dolgopolov. A reportagem do The Times não encontrou o ucraniano para comentar a suspeita, conforme relatou o próprio veículo.