Foto: Reprodução Twitter

O japonês Kei Nishikori, número 27 do mundo, segue avançando no Challenger de Dallas. Jogando torneios menores para recuperar o ritmo após lesão no pulso, o asiático teve dificuldades, mas superou o alemão Mathias Bachinger (162º).

De virada, o principal favorito da competição marcou 4/6, 6/4 e 6/4, em 2 horas e 2 minutos de partida. Ainda mostrando algumas dificuldades nas trocas de bola por conta do longo tempo inativo, Kei cedeu dez break points ao rival, ainda que só tenha perdido o saque duas vezes.

No primeiro set, o jogo começou com o japonês mostrando superioridade e quebrando para fazer 2/1. Porém, na sequência, o saque falhou e o alemão chegou ao empate. Depois, no décimo game, jogando para ficar vivo na parcial, o ex-top 5 acabou perdendo em seu serviço e viu Bachinger fechar em 6/4.

Veja também:
Melo confirma presença no Rio Open 2018; Kubot não sabe se joga
Ostapenko e Kvitova vencem na Rússia; Garcia cai para promessa de 18 anos

O segundo set teve cenário semelhante. Os jogadores ficaram no empate até o placar mostrar 4/4. Desta vez, foi a vez de Nishikori crescer, quebrar e marcar 6/4, empatando o confronto e forçando o desempate.

A terceira parcial começou com ambos os tenistas salvando break points nos games iniciais, mas mantendo seus saques. A situação só mudou quando o japonês conseguiu quebrar para abrir 4/3. Depois, bastou confirmar e definir com novo 6/4.

Nas quartas de final, o rival do cabeça de chave 1 será mais um alemão: Dominik Koepfer, número 295 do mundo e que entrou no Challenger de Dallas como lucky loser. Ele superou o português Gonçalo Oliveira nesta quarta, com parciais de 6/0 e 7/5.