Foto: Divulgação US Open 2017

A partir desta segunda-feira o torneio segue em sua reta final depois de jogos onde vimos algumas situações muito interessantes! Fiquei muito feliz de ver a capacidade de sair das ciladas principalmente de Federer e Nadal.

Federer longe de seu melhor tênis e claramente jogando sem muita confiança nas duas primeiras rodadas – contra Tiafoe no quinto set e depois contra Youzhny também. Passava a impressão que não estava conseguindo por algum motivo jogar o tênis maravilhoso que jogou até Wimbledon. Parecia que estava meio sem vontade e seus adversários perderam a oportunidade de derrotá-lo.

No sábado, pareceu que Roger acordou de um sono profundo e despertou novamente para seu melhor tênis. Contra Lopez, subiu o nível de seu jogo buscando o melhor logo no início. Deu para ver no primeiro ponto que ele iria soltar o braço e tomar as rédeas do jogo. Esse é o Federer que todos queremos ver, indo para as bolas, tomando a iniciativa e não dando muitas brechas para o adversário respirar.

VEJA TAMBÉM
+ Sevastova elimina Sharapova e encara Stephens nas quartas de final do US Open

Aliás essa é uma característica marcante também em Rafael Nadal que principalmente contra Leo Mayer, sábado à noite, depois de fazer 14 break points, finalmente conseguiu quebrar o saque do argentino, disparando seu nível de jogo. Foi mais agressivo e acelerou deixando Mayer no retrovisor.

Rafa alternou sua posição na resposta de saque várias vezes, tentando desestabilizar o argentino. Em uma coluna anterior eu havia comentado isso e fiquei feliz de vê-lo fazendo pois com certeza fará diferença para conseguir mais quebras de saque. Também sacou um pouco melhor e veio mais à rede.

Grata surpresa foi o Rublev, jovem russo jogando muito despachou Dimitrov e segue adiante muito consistente. Boa possibilidade de vitória contra Goffin. Del Potro e Thiem farão com certeza um grande jogo na próxima rodada, ansioso para assistir.

Triste de ver perder o Shapovalov, que depois de 3 belas vitórias, mostrou que precisa um pouco mais de experiência contra o consistente espanhol Carrero Busta, que venceu em 3 sets no tie-break. Mas uma feliz realidade que o ‘NextGen’ está deixando sua marca e ainda fará muita história no tênis mundial.

LEIA MAIS
+ Em 2h54 de jogo, Carreno Busta despacha Shapovalov e avança às quartas de final do US Open

Teremos então a possibilidade de uma semifinal entre Federer x Nadal e do outro lado da chave um novato na final do US Open. Suspense total! Vou de Querrey que é o último dos norte-americanos e uma metralhadora quando está confiante.

Nas duplas, Bruno Soares e Jamie Murray seguem adiante para defender o título jogando num altíssimo nível. Vamos torcer! Nesta semana não existirão brechas para dias ruins. É a hora da reta final, de todos subirem o nível e mostrarem seu melhor jogo.

E para nós expectadores um grande show. Excelentes jogos para todos e até a próxima!

Compartilhar
Eduardo Oncins
Como profissional participou de todos os Grand Slams, integrou a equipe da Copa Davis em 1982 e com 15 anos já tinha pontos na ATP. Além do tênis é faixa preta de Aikido e utiliza várias técnicas da arte marcial como ferramenta para o desenvolvimento de tenistas.