Suíço garantiu a classificação em sets diretos. Foto: Divulgação US Open

Uma das coisas mais importantes no tênis e uma grande vantagem para qualquer jogador e em qualquer nível é a capacidade de antecipar. Se observarmos os jogos nos grandes torneios, principalmente nos grandes jogadores a grosso modo usando diferentes estratégias é a capacidade de apurar o oponente, conseguindo assim a sequência da construção de um ponto e possível finalização.

No português claro é: pegar o adversário de calças curtas. Geralmente acelerando um determinado golpe numa direção diferente, quebrando o ritmo para em seguida acelerar, usar um drop shot de surpresa, interceptar mais cedo uma resposta de saque, conseguir fechar bem a rede evitando uma passada logo após um approach, entre várias outras situações.

Todas ela tem uma palavra em comum: antecipação. Daí você pergunta: mas isso só se consegue depois de anos de treino ou seria uma habilidade natural? Respondo que são os dois casos. Existem jogadores que tem essa habilidade naturalmente como o Federer. O suíço tem uma antecipação de outro planeta, movendo-se as vezes mesmo logo antes do adversário bater na bola, economizando esforço e criando oportunidades muito mais rápido que seu oponente. E as respostas de saque quase da linha de saque, my God!

Nadal nas passadas, como enxerga cedo os buracos, incrível, também a leitura dos drop shots! Djoko na resposta de saque, impressionante. Outro que era impressionante na resposta de saque era o Agassi, com uma leitura absurda!

Crédito: Chris Hyde/Getty Images

O amador, geralmente espera a bola passar por cima da rede para começar a se mexer. Dá a impressão que está sempre pegando no tranco, a movimentação não flui por causa disso e o atraso é sempre quase certo. Mas calma pessoal, vocês não precisam esperar 15 anos para aprender a antecipar… Irei ajudar a antecipar um bom tempo de aprendizado. Somente dependerá de você seguir os treinos que vou passar nesta matéria.

O treino de antecipação automaticamente vai te ajudar muito na concentração!

Algumas dicas para treinar antecipação:
  1. Você pode começar primeiro de pertinho para educar sua visão nos quadrados do saque ex: cruze pequenos forehands e observe com atenção o ângulo da face da raquete do seu adversário como irá bater mais por fora da bola e mais a frente, observe e treine olhar desde o movimento até logo antes do contato. A linguagem corporal será mais frontal.

1-2- Faça o mesmo exercício visual na paralela e com o mesmo foco. Na paralela vocês irão observar que a face da raquete irá entrar mais por dentro da bola, como num pequeno atraso! A linguagem corporal do adversário será mais lateral.

1-3- Depois de fazer o exercício nas cruzadas e paralelas, forehand e backhand, peça ao seu parceiro de treino que alterne aleatoriamente forehand, backhand e treine tentando fazer a leitura e antecipando.

      1-4-  Leve esse treino para o fundo da quadra, comece mais lento e depois acelerando aos poucos, sempre de olho na entrada da face da raquete, linguagem corporal e ponto de contato, já tentando antecipar mais. Não se preocupe se errar, o treino é tentar fazer a leitura e arriscar-se um pouco. Treinando você observará que será capaz de acertar e antecipar cada vez mais.

O grande sinal que você está fazendo certo, será a sua movimentação acontecendo antes da bola ultrapassar a rede para o seu lado. Você irá observar como terá mais tempo para as jogadas e colocar em cheque seu adversário mais vezes.

Pessoal, nas próximas matérias falarei como treinar a antecipação da resposta de saque, voleios, antecipação na elaboração de pontos e muito mais, ok? Irei separar em partes para não ficar muito longo e também quero que vocês tenham tempo para treinar. Aguardo os feedbacks nos comentários abaixo.

Um grande abraço, excelentes treinos e até a próxima dica de antecipação!

Compartilhar
Eduardo Oncins
Como profissional participou de todos os Grand Slams, integrou a equipe da Copa Davis em 1982 e com 15 anos já tinha pontos na ATP. Além do tênis é faixa preta de Aikido e utiliza várias técnicas da arte marcial como ferramenta para o desenvolvimento de tenistas.