Depois de várias interrupções por causa da chuva, Novak Djokovic conseguiu completar sua vitória sobre o espanhol Roberto Bautista Agut por 3 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/4, 6/1 e 7/5. Esta partida era válida pelas oitavas de final. Na próxima rodada o sérvio irá enfrentar um de seus maiores fregueses, o tcheco Tomas Berdych, que venceu o espanhol David Ferrer por 3 sets a 0 (6/3, 7/5 e 6/3). O retrospecto é absolutamente positivo para o líder do ranking mundial. Até hoje foram 23 vitórias e apenas 2 derrotas, sendo que o tcheco não vence o sérvio desde as quartas de final do Masters 1000 de Roma de 2013. São 10 derrotas consecutivas desde então.

O jogo foi disputado em dias diferentes, mas sempre em condições difíceis por conta da chuva e da quadra pesada. Bautista Agut soube lidar melhor com a fina chuva que caiu ontem e conseguiu quebrar o saque de Djokovic em três oportunidades, apesar de perdido o próprio serviço em duas, e fechou em 6/3.

Após o final do primeiro set a partida foi interrompida por 2 horas. Na volta para o segundo set, Nole estava errando mais que o normal. Os dois tenistas trocaram quebras de saque e com o placar em 5/4 Djokovic confirmou seu saque e levou o segundo set por 6/4.

Quando o placar apontava 4/1 para o sérvio a chuva apertou mais uma vez e o jogo foi transferido para hoje. Com a trégua da chuva, os dois voltaram ao jogo e Nole manteve o ritmo e fechou o terceiro set por 6/1. O quarto set foi mais equilibrado. Bautista Agut conseguiu quebrar o saque de Djokovic quando o placar apontava 2/3, mas não manteve a intensidade e cedeu a quebra logo em seguida. Os tenistas confirmaram seus games de serviço até o 5/5, quando Djokovic conseguiu mais uma quebra e sacou para fechar o set e a partida.

Esta é a décima vez em seguida que Djokovic alcança as quartas de final de Roland Garros e a trigésima sexta quartas nos torneios de Grand Slam. Com a vitória de hoje Nole passa a ser o primeiro tenista da história a ultrapassar a marca de 100 milhões de dólares em premiação.