Créditos: Matheus Joffre/CBT

A equipe brasileira comandada por Fernando Roese conquistou mais uma importante vitória no Zonal Americano I da Fed Cup, disputado no saibro de Assunção, no Paraguai. As brasileiras venceram a Guatemala por 3 a 0, em confronto válido pela segunda rodada e agora disputa o primeiro lugar do Grupo B com a Argentina, nesta sexta-feira, a partir das 15h (horário de Brasília).

A estreante Nathaly Kurata abriu o caminho da vitória nacional com um duplo 6/2 sobre Melissa Morales. “Eu fiquei um pouco nervosa no início, acho que é normal, mas consegui controlar a emoção, consegui me manter bem ativa e ficar nos pontos. Ela começou super bem e eu aguentei bem”, avaliou a paulista, que não sofreu nenhum break-point e aproveitou quatro das nove chances de quebra que teve na partida. “É sempre uma emoção diferente, porque não estamos jogando só pela gente, mas pela equipe, foi a primeira vez que representei o Brasil e fiquei muito feliz com o resultado”, comemorou.

No segundo jogo de simples, Bia Haddad Maia confirmou seu favoritismo ao vencer Andrea Weedon por duplo 6/1 em menos de 50 minutos partida e garantiu a vitória brasileira antecipada no confronto. “Fed Cup são sempre confrontos duros igual à Copa Davis. Mantivemos uma energia bem legal, a Nathy hoje entrou na simples, esteve sólida e ganhou no primeiro jogo dela, eu também consegui manter o meu padrão. Agora amanhã [nesta sexta] jogamos contra a Argentina e temos que estar focadas, sabendo que é mais um jogo duro, jogar contra nós mesmas, fazendo nosso melhor e seguir com a pegada dessa semana”, projetou a número 1 do Brasil.

Nas duplas, Gabriela Cé e Luisa Stefani venceram Andrea Weedon e Gabriela Rivera no tie-break, por 6/3, 3/6 e 7/6 (3). “O confronto hoje foi mais tranquilo. Conseguimos confirmar a vitória já na simples com a Nathaly e a Bia e isso dá uma sensação de tranquilidade a mais. A dupla foi muito disputada, acabamos ganhando no terceiro set e amanhã [nesta sexta] vamos com tudo para cima da Argentina”, destacou Gabriela.

“As meninas fizeram super bem a simples hoje, então deu um alívio para a dupla, entramos sem a pressão de ter que fechar o confronto. Acho que nós complicamos um pouquinho, mas foi bom porque uma vitória sofrida assim sempre tem aquele gostinho e amanhã contra a Argentina esperamos fazer um grande confronto”, completou Luisa.

Crédito: Assessoria de Comunicação CBT

Compartilhar
Vinicius Araujo
Editor do TENNIS INFO desde 2015. Representou o site na cobertura credenciada de grandes torneios como Roland Garros, Miami Open, Rio Open e Brasil Open. Também apresenta o podcast Backhand Na Paralela.