Brasileiro foi eliminado após 2h24 em quadra. Reprodução Twitter/Bandsports

por Vinicius Araujo, direto de Paris, França

Thiago Monteiro não resistiu ao favorito francês Gael Monfils e foi eliminado na segunda rodada de Roland Garros 2016. O último represente brasileiro na chave de simples masculino caiu nesta quinta-feira pelo jogador da casa que venceu em sets diretos.

Leia também
Programação: Nadal, Djokovic e CINCO jogos com brasileiros nesta sexta-feira
Quando o tênis é mais que um esporte: o drama de Del Potro e Almagro

Apesar da derrota, Monteiro reconheceu que seu adversário foi melhor em quadra, jogou mais agressivo nos momentos certos e bem sólido nas defesas. No entanto, o cearense saiu de cabeça erguida e assumiu ficar um pouco nervoso por jogar na quadra central Philippe-Chatrier.

Mesmo com um placar aberto, a partida foi marcada por longas trocas de bolas e com muitas tentativas de Thiago, que muitas vezes foi barrado por Monfils ou acabava cometendo os erros não forçados. Foram 27 do canhoto contra 12 do ‘showman’ francês. Mas isso é um detalhe. Não é fácil jogar seu primeiro jogo numa quadra como a Chatrier contra um jogador experiente e consolidado entre os melhores do mundo.

“Sabia que iria ser complicado principalmente por ser minha primeira experiência numa quadra tão grande como a Chatrier. Ele é um cara que já está entre os 20 melhores do mundo faz um tempo. Mas foi uma boa experiência. Jogar com um cara deste nível você percebe as falhas do seu jogo. Mas foi histórico jogar nesta quadra. Eu poderia ter jogado mais solto. Ele não me dava nenhum ponto de graça. O ritmo de jogo dele imprime uma pressão. Ataquei bastante, mas poderia ter usado melhor meu saque. Acho que foi mérito dele até porque não sentiu a pressão”, comentou o número 3 do Brasil.

Confira abaixo a entrevista completa no Soundcloud do Tennis Info: